CTeSP em Automação, Robótica e Manutenção Industrial

Apresentação

O/A técnico/a superior profissional em Automação, Robótica e Manutenção Industrial, é o/a profissional que de forma autónoma ou integrado/a numa equipa, concebe, programa, planeia e coordena as actividades de produção, equipamentos e pessoas, recorrendo a sistema de fabrico assistido por computador, tendo em vista a optimização da quantidade e qualidade da produção.

Os/As diplomados/as no CTeSP em Automação, Robótica e Manutenção Industrial podem ingressar nas seguintes Licenciaturas do ISEC, através de candidatura pelos Concursos Especiais: 

  • Licenciatura em Engenharia Eletrotécnica
  • Licenciatura em Engenharia Eletrotécnica (Regime Pós-laboral)
  • Licenciatura em Engenharia Eletromecânica
  • Licenciatura em Engenharia Biomédica 

Competências

  • Aplicar as bases matemáticas aos sistemas automáticos;
  • Configuração e programação de autómatos programáveis industriais;
  • Montar, alterar e manter instalações elétricas e redes de comunicação de dados industriais;
  • Usar os principais tipos de detetores, sensores e atuadores industriais;
  • Programação de sistemas robotizados e implementar sistemas de segurança;
  • Usar e programar sistemas de aquisição, controlo e supervisão - SCADA e de interação humana – HMI;
  • Efetuar manutenção em sistemas automáticos, em maquinaria elétrica e eletrónica;
  • Organizar, gerir e manter a qualidade de sistemas automáticos;
  • Montar, alterar e manter instalações e equipamentos eletrónicos, digitais e com microcontroladores;
  • Usar documentação técnica e elaborar relatórios.

Saídas Profissionais

CTeSP em Automação, Robótica e Manutenção Industrial propõe-se formar técnicos/as qualificados/as, especialmente vocacionados/as para desempenhar as seguintes funções gerais:

  • Instalar, configurar e fazer a manutenção de sistemas robóticos industriais;
  • Montar, configurar e efetuar a manutenção de outros sistemas automatizados;
  • Programar os equipamentos de acordo com as características técnicas do produto;
  • Configurar redes de comunicação de dados de acordo com requisitos específicos de cada projeto;
  • Utilizar instrumentos de simulação, teste e medida;
  • Realizar planos de manutenção;
  • Assistir tecnicamente a produção, intervindo em caso de anomalias ou avarias motivadas pela programação;
  • Definir especificações técnicas do produto, materiais ou tecnologias produtivas concebidas a partir dos resultados do estudo, experimentação e ensaio de protótipos e fazer o controlo da qualidade;
  • Diagnosticar e resolver problemas nos sistemas de fabrico;
  • Analisar, selecionar, sintetizar e manter atualizada informação de cariz técnico considerada relevante pela direção da empresa.

Coordenador de CTeSP

João Paulo Morais Ferreira
  ferreira@isec.pt

Competências

  • Coordenar o funcionamento do CTeSP, zelando pelo bom funcionamento das atividades pedagógicas, científicas e técnicas do mesmo, bem comi apoiar os estudantes em todo o processo de integração e prosseguimento de estudos e em outras atividades desenvolvidas no âmbito do curso;
  • Colaborar com a área científica na distribuição de serviço docente no que reposta à participação de docentes no CTeSP;
  • Aprovar as fichas de unidades curriculares elaboradas pelos respetivos regentes com os conteúdos programáticos aprovados e registados na DGES;
  • Coordenar a elaboração do mapa de exames do curso e o calendário e metodologias de avaliação contínua e/ou distribuída, a nível de testes, frequências e trabalhos;
  • Convocar e conduzir as reuniões com os docentes e estudantes do curso;
  • Representar o curso junto do Coordenador-geral dos CTeSP e dos diferentes Órgãos de Gestão;
  • Coordenar com o responsável pela componente de formação prática em contexto de trabalho os contactos a efetuar junto das “entidades de acolhimento”, bem como apreciar novas propostas de realização de estágios;
  • Submeter as propostas de realização da componente de formação prática em contexto de trabalho à comissão científica da área científica, com a especificação da entidade de acolhimento-orientador-supervisor referente a cada estudante;
  • Resolver com os orientadores, os estudantes e as “entidades de acolhimento” as situações anómalas identificadas no decurso da componente de formação pratica em contexto de trabalho.


Financiamento

CONTACTE-NOS

Pode contactar-nos preenchendo este formulário. Responderemos o mais brevemente possível.

Morada

Rua Pedro Nunes
Quinta da Nora
3030-199 COIMBRA
Portugal

Telefones

Telefone: +351 239 790 200
Fax: + 351 239 790 201

E-mail

info@isec.pt