MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO CURSO

Podem requerer a Mudança de par Instituição/Curso os estudantes que:

  • Tenham estado matriculados e inscritos noutro par instituição/curso e não o tenham concluído;
  • Tenham realizado os exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso fixadas para esse par, para esse ano, no âmbito do regime geral de acesso;
  • Tenham, nesses exames, a classificação mínima exigida pela instituição de ensino superior, nesse ano, no âmbito do regime geral de acesso;
  • O regime de mudança de par instituição/curso aplica-se igualmente aos estudantes que tenham estado matriculados e inscritos em instituição de ensino superior estrangeira em curso definido como superior pela legislação do país em causa, e não o tenham concluído.

 

Atenção:  O estudante cuja matrícula e inscrição tenha caducado, por força da aplicação do regime de prescrições em vigor, está impedido de se candidatar aos regimes de mudança de par instituição/curso no ano letivo seguinte ao da prescrição.

 

Cursos de licenciatura a que se podem candidatar para o ano letivo 2019/2020:

Requisitos de Acesso

Para poder requerer mudança de par instituição/curso tem de cumprir os requisitos de acesso do regime através do qual ingressou no ensino superior:

Concurso Nacional de Acesso:

  • Tenham realizado os exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso fixadas para esse par, para esse ano, no âmbito do regime geral de acesso;
  • Tenham, nesses exames, a classificação mínima exigida pela instituição de ensino superior, nesse ano, no âmbito do regime geral de acesso;

Informações sobre o concurso nacional de acesso ao ensino superior.

 

Concursos especiais através das provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidades para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos:

  • Tenham realizado os exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso fixadas para esse par, para esse ano, no âmbito do regime geral de acesso;
  • Tenham, nesses exames, a classificação mínima exigida pela instituição de ensino superior, nesse ano, no âmbito do regime geral de acesso;

Ou, em substituição:

  • Tenha obtido aprovação nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidades para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos no par estabelecimento/curso onde pretende ingressar.
  • Tenha obtido aprovação nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidades para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos noutro par estabelecimento/curso desde que devidamente reconhecidas pelo órgão legal e estatutariamente competente.

Informações sobre o concurso especial de acesso ao ensino superior destinado a candidatos maiores de 23 anos.

 

Concursos especiais para titulares de diplomas de curso de especialização tecnológica (DET):

  • Tenham realizado os exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso fixadas para esse par, para esse ano, no âmbito do regime geral de acesso;
  • Tenham, nesses exames, a classificação mínima exigida pela instituição de ensino superior, nesse ano, no âmbito do regime geral de acesso;

Ou, em substituição:

  • Ser titular de diploma de curso de especialização técnologica definido pelo órgão legal e estatutariamente competente da instituição como curso que permite o acesso às licenciaturas;
  • Satisfaça as condições fixadas pelo órgão legal e estatutariamente competente da instituição.

Informações sobre o concurso especial de acesso ao ensino superior destinado a candidatos titulares de diploma de curso de especialização tecnológica aqui.

 

Concursos especiais para titulares de diplomas de curso técnico superior profissional (DTeSP):

  • Tenham realizado os exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso fixadas para esse par, para esse ano, no âmbito do regime geral de acesso;
  • Tenham, nesses exames, a classificação mínima exigida pela instituição de ensino superior, nesse ano, no âmbito do regime geral de acesso;

Ou, em substituição:

  • Ser titular de diploma de curso de técnico superior profissional definido pelo órgão legal e estatutariamente competente da instituição como curso que permite o acesso às licenciaturas;
  • Satisfaça as condições fixadas pelo órgão legal e estatutariamente competente da instituição.

Informações sobre o concurso especial de acesso ao ensino superior destinado a candidatos titulares de diploma de curso técnico superior profissional aqui.

 

Concursos especial destinado a estudantes internacionais:

  • Tenham realizado os exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso fixadas para esse par, para esse ano, no âmbito do regime geral de acesso;
  • Tenham, nesses exames, a classificação mínima exigida pela instituição de ensino superior, nesse ano, no âmbito do regime geral de acesso;

Ou, em substituição:

  • Cumprir as condições de acesso/ingresso destinadas a estudantes internacionais, estabelecidas nos artigos 5.º e 6.º do Decreto-Lei n.º 36/2014 de 10 março.

Informações sobre o concurso especial de acesso ao ensino superior destinado a estudantes internacionais.

Calendário / Prazos

AÇÃO PRAZOS
Apresentação das candidaturas nas UO’s do IPC De 08 de abril a 30 de agosto
Disponibilização das listas seriadas com o resultado das candidaturas e das propostas de indeferimento, devidamente fundamentadas, aos Serviços da Presidência, para homologação Até 11 de setembro
Disponibilização das listas seriadas homologadas e notificação aos candidatos dos resultados das candidaturas Até 13 de setembro
Apresentação das reclamações dos resultados das candidaturas Até 5 dias úteis após a afixação dos editais (2)
Decisão sobre as reclamações e sua comunicação aos reclamantes Até 10 dias úteis após a receção da
reclamação (2)
Matrícula e inscrição candidatos colocados Até 25 de setembro

(2) As reclamações podem ainda ser apresentadas e decididas até ao fim dos prazos previstos no Código do Procedimento Administrativo.

Candidatura / Documentos  (Manual de candidatura)

 

O candidato terá que anexar à sua candidatura, de preferência em formato PDF, a seguinte documentação:

  • Digitalização do Requerimento de candidatura Anexo I devidamente preenchido e assinado
  • Digitalização do Bilhete de Identidade (ou cartão do cidadão; ou passaporte) *
  • Digitalização Cartão de Contribuinte – NIF (ou cartão do cidadão) *

 

(*) Terá de escrever no documento/digitalização, que esta entrega apenas se destina para efeitos de candidatura/matricula no ISEC. Caso não pretenda anexar a informação deverá entrar em contacto com os serviços.

 

Para candidatos que:

  • ingressaram no Ensino Superior através do Regime Geral de Acesso - comprovativo da realização das provas de ingresso fixadas para o curso a que se candidata - Ficha ENES ou equivalente;
  • ingressaram no Ensino Superior através dos Concursos Especiais como Titulares das Provas M23 - Certidão com indicação das provas e respetivas classificações, realizadas na instituição de origem;
  • ingressaram no Ensino Superior através dos Concursos Especiais como Titulares de Curso de Especialização Tecnológica - comprovativo do Diploma de Especialização Tecnológica, com indicação da média final;
  • ingressaram no Ensino Superior através dos Concursos Especiais como Titulares de Curso Técnico Superior Profissional - comprovativo da titularidade da habilitação com que se candidata, com indicação da média final;
  • ingressaram no Ensino Superior através do Concurso Especial de Acesso e Ingresso para Estudantes Internacionais - comprovativo de um diploma de ensino secundário português ou de habilitação legalmente equivalente e das provas realizadas caso se aplique.

Outros documentos a entregar:

  • Digitalização da Certidão de aprovação em disciplinas/unidades curriculares com indicação das classificações e respetiva escala (se diferente de 0-20);
  • Digitalização da Certidão de Inscrição no curso, com indicação do número de anos em que esteve inscrito e último ano curricular;
  • Digitalização do plano de estudos (publicação em Diário da República ou autenticado pela instituição de origem);
  • Digitalização do Comprovativo de não prescrição da escola de origem, em como está em condições legais de efetuar inscrição no ano letivo 2018/19;
  • Digitalização do Comprovativo da formação obtida e de experiência profissional, nomeadamente programas de disciplinas/unidades curriculares em que obteve aprovação (Nota: em caso de documento estrangeiro, o candidato deverá apresentar também a respetiva tradução devidamente autenticada);

 

Para os candidatos oriundos de estabelecimentos de ensino superior estrangeiros o processo de candidatura deverá, também, ser instruído com os seguintes documentos e/ou elementos:

  • Digitalização do Documento da Direção Geral do Ensino Superior a comprovar o nível do curso como superior pela legislação do País em causa em que esteve ou está matriculado e inscrito ou Documento emitido pelos serviços do Ministério da Tutela do país de origem, declarando que o curso é definido como de ensino superior pela legislação do respetivo país;
  • Digitalização - Todos os documentos têm de ser autenticados pelos serviços oficiais do respetivo país de origem e entregues em versão traduzida para português, com tradução reconhecida pela autoridade diplomática ou consular portuguesa ou trazer a apostilha da Convenção de Haia. Não é obrigatória a tradução de documentos cuja língua original seja a espanhola, francesa ou inglesa, desde que devidamente autenticados;
  • Digitalização de Declaração pessoal que atesta o conhecimento e domínio independente da língua em que o curso é ministrado (nível B2, de acordo com o Quadro Europeu Comum de referência para línguas);

 

Emolumento de candidatura – 75 € (Tabela de Emolumentos do IPC).

Após ter reunida toda a documentação exigida poderá realizar a candidatura on-line em https://inforestudante.ipc.pt/.

 

NOTA:

Caso o tamanho do ficheiro dos programas das unidades curriculares ultrapasse o limite permitido (5 MBytes) deverá enviar a documentação por correio para a seguinte morada Rua Pedro Nunes – Quinta da Nora, 3030-199 Coimbra.

Os candidatos a mudança de par instituição/curso provenientes do ISEC ficam dispensados de entregar os documentos certificativos (emitido pelo serviços do ISEC), devendo para o efeito anexar em cada item declaração, devidamente assinada em como cumprem os requisitos necessários à candidatura e não estão em situação de prescrição.

Para instrução do processo é suficiente a simples fotocópia de documentos autênticos ou autenticados, sem prejuízo de poder vir a ser exigida a exibição do original ou documento autenticado, nos termos do artigo 32º do DL 135/99, de 22 de Abril, na redação que lhe foi dada pelo DL 29/2000, de 13 de Março.

 

Só serão consideradas as candidaturas com emolumento pago até ao último dia de candidaturas.

Resultados

Afixação dos Editais com os resultados das candidaturas devidamente homologados até 25 de setembro (de acordo com o estabelecido no Despacho SP/61/2019

 

Curso 1.ª Fase outros anos
Bioengenharia (9540)  
Engenharia Biomédica - Bioeletrónica (L133)    
Engenharia Civil (9089)    
Engenharia Eletromecânica (9105)    
Engenharia Eletrotécnica (9109)    
Engenharia Eletrotécnica Pós-Laboral (9884)    
Engenharia e Gestão Industrial (9104)    
Engenharia Informática (9119)    
Engenharia Informática Pós-Laboral (9885)    
Engenharia Informática - Curso Europeu (9770)    
Engenharia Mecânica (9123)    

Inscrições e Matrículas

 

Nota:

  • No ato da matrícula, o candidato deve apresentar o boletim de vacinas atualizado, conforme definido no plano nacional de vacinação.
  • No ato da matrícula, o candidato deve apresentar o documento de identificação (cartão de cidadão ou passaporte).
  • A não realização da inscrição e matrícula por parte candidato colocado nos prazos definidos, implica que o candidato perde a vaga e o direito à inscrição e matrícula.
  • A inscrição e matrícula no curso é sujeita ao pagamento da taxa de inscrição e matrícula, cujos valores constam da tabela de emolumentos.
  • A propina (*) é anual, aplicando-se nesta matéria o Regulamento de Propinas do IPC.

(*) A aguardar aprovação do valor da propina para o ano letivo 2019/2020.

 

Critérios de Seriação

Consultar o despacho

 

Júri

Presidente:

  • Professora Coordenadora Ana Rosa Pereira Borges
      arborges@isec.pt

Vogais:

  • Professora Adjunta Maria Margarida Cerdeira Coelho e Silva
  • Professora Adjunta Verónica Maria Marques do Carreiro Silva Vasconcelos

 

Informação constante no Despacho/SP/57/2019.

Vagas

A disponibilizar assim que exista informação.

Legislação e Regulamentação

CONTACTE-NOS

Pode contactar-nos preenchendo este formulário. Responderemos o mais brevemente possível.

Morada

Rua Pedro Nunes
Quinta da Nora
3030-199 COIMBRA
Portugal

Telefones

Telefone: +351 239 790 200
Fax: + 351 239 790 201

E-mail

info@isec.pt